quinta-feira, 12 de março de 2009

Idas e vindas

Ligeiro, você passou despercebido por todos. Deixando em minha pele somente rastros de um perfume amargurado pelo tempo.



Sossego







"Meu Deus, me dê a coragem de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites, todos vazios de tua presença. Me dê a coragem de considerar esse vazio como uma plenitude. Faça com que eu tenha a coragem de te amar, sem odiar as tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo. Faça com que a solidão não me destrua. Faça com que minha solidão me sirva de companhia. Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo." Clarice Lispector

2 comentários:

Filipe Couto disse...

Que linda você!
Depois você tem que me contar do que gosta mais por lá!
=)
Sinta-se à vontade pra trocar ideias, tá?
Beijo!

Camp disse...

Belissimo texto!!!!!!